Blog

23 . AGOSTO . 2017

Cubo coworking Itaú muda para sede quatro vezes maior

Espaço pode ser o maior hub de empreendedorismo e tecnologia da América Latina e poderá reunir até 210 startups de diversos setores

O  Cubo Coworking, criado pelo Itaú Unibanco em parceria com a Redpoint eventures, anunciou nesta quarta-feira (23),  a ampliação da sua estrutura com a inauguração de sua nova sede no primeiro semestre de 2018. A mudança da sede marca a ida para um espaço físico maior e também a ampliação da capacidade de atuação do Cubo, que passará a comportar um número maior de empreendedores, startups e incluirá em seu portfólio novos serviços. 

Considerado um dos mais importantes centros de empreendedorismo e inovação do Brasil, o Cubo atualmente tem parceria com 12 grandes empresas e conta com 52 startups residentes. Desde seu lançamento, em 2015, cerca de 100 milhões de reais foram investidos nos negócios inovadores que passaram pelo local, enquanto 650 empregos foram gerados com a iniciativa. No novo endereço, localizado na Alameda Vicente Pinzon, em frente ao Shopping Vila Olímpia, a previsão é quadruplicar essa capacidade. Contando com uma  área total de 20 mil metros quadrados, o espaço poderá abrigar até 210 startups, 1.250 residentes e receber mais de 2 mil pessoas por dia. 

Com a expansão da área disponível, um dos pontos destacados, é que o Cubo poderá aumentar o impacto da iniciativa no ecossistema, em âmbito nacional e internacional, colocando São Paulo no mapa como maior centro de tecnologia da América Latina e um dos maiores do mundo. Outros projetos que passam a fazer parte dos planos são as parcerias com universidades, para que projetos de recém-formados passem por lá, e também com centros de empreendedorismo internacionais, para fomentar um intercâmbio global de agentes do ecossistema.

Segundo Ricardo Guerra, Diretor Executivo da Itaú Unibanco, a nova casa permitirá ampliar parcerias com grandes empresas e estabelecer uma ponte com universidades e centros de empreendedorismo pelo mundo. "o valor agregado pelo Cubo ao ecossistema é grande, mas ele pode de fato crescer e ser maior. Definimos em março deste ano que o Cubo deveria escalar, deveria crescer, ter um espaço maior do que é hoje pra que a gente possa trazer essas pessoas que estão fora e querem fazer parte. A gente quer de fato criar um centro de empreendedorismo que abrigue todo mundo de altíssimo nivel e para isso a gente precisa crescer. Vamos para um ambiente que nos empolga e é mais sensacional do que o que temos hoje ", diz Guerra. 

Flávio Pripas, Diretor do Cubo, conta que, juntamente com sua equipe, esteve em outras cidades, como Toronto (Canadá), Paris (França), Nova Iorque (EUA) e Londres (UK),  para conhecer hubs globais de empreendedorismo e ter inspirações para o projeto. “Há um movimento global de cidades se posicionando como hubs globais de inovação e empreendedorismo, e com este passo que estamos dando a gente tem convicção que vamos colocar São Paulo neste mapa global”, reforçou Pripas.

O Cubo é uma organização sem fins lucrativos que propõe transformações para o mercado de empreendedorismo tecnológico em diferentes frentes. Além de oferecer espaço de coworking para as startups digitais, o Cubo funciona como grande vitrine e selo de qualidade para as startups se aproximarem de corporações que desejam investir em inovação. Os residentes contam com o apoio de mentores especializados nos mais diversos temas e com uma plataforma de eventos que prevê workshops, palestras, entre outras ações voltadas para empreeendedores e interessados no setor. O novo endereço do Cubo será na Alameda Vicente, n 54, na Vila Olímpia, em São Paulo (SP). 

Confira o vídeo completo sobre a novidade no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=L6sz3lZ8pcw&t=251s

 

 

 

 

 

 
 

Thaise Saeter

Diretora de Redação